O maior fiasco brasileiro na mais bela Copa da história

Bola_antiga

2014: é a Copa do Mundo mais sensacional que eu pude acompanhar. Sensacional é pouco! A mais fantástica! Tudo bem, pode ser porque eu pude ir ao estádio, acompanhar ao vivo, dou esse desconto a minha própria exaltação. Porém, avalie: média de gols excelente; estádios repletos, com a segunda maior média de público da história das Copas; estrangeiros sendo bem recebidos em diversas cidades; além da integração de seleções estrangeiras com as comunidades brasileiras como nunca antes visto.

E justamente nessa Copa diferenciada a nossa seleção brasileira resolve fazer o maior fiasco dentre as suas participações em Mundiais. Eu não fico triste por perder, pois perder faz parte do jogo. Na verdade, a derrota sempre fez parte para quem tem alma desportista. Vencer é o bônus que poucos alcançam e nós, brasileiros já fomos bonificados em 5 momentos. O que me incomoda é a intransigência, a falta de atenção ao outro, ao adversário. A falta de interesse em notar que estamos menores e precisamos ser humildes para tentar vencer. E a passividade ao ver o surrado corpo cair, é algo desolador. Nosso comandante não tentou nada! Não reagiu a nenhum golpe!

Errar na estratégia é aceitável e muitos já erraram. Ainda que o tamanho do erro dessa vez tenha dimensões asiáticas. Convocação tomada de jogadores medíocres, esquema tático ultrapassado e NENHUMA opção de mudança durante o jogo. Quem não sabia que um meio de campo faceiro seria dizimado pela especialista engenharia futebolística alemã, ainda mais com craques diversos nesse setor? E nem após tomar 2 gols houve mudança nenhuma no time!! Se nós tivéssemos uma confederação de futebol séria, o treinador da seleção brasileira seria demitido no vestiário, durante o intervalo!! Mas na CBF ninguém entende nada de futebol, a especialidade lá é outra, bem determinada pelos caminhos do trambique.

O Sr. Scolari é um vitorioso em sua vida. Tem estrela, títulos conquistados com esmero e competência há alguns anos. Entretanto, parou no passado e não há indicativos de que saia de lá. Proporcionou a maior vergonha da história do futebol brasileiro agarrado a uma convicção ultrapassada e arcaica. A limitação tática dos treinadores brasileiros é fato, mas isso não justifica uma derrota do tamanho desta de hoje, não justifica levar 7 gols em casa, em uma semifinal de Copa. Nem o folclórico Zagallo de 1998 foi tão decrépito quanto este Scolari de 2014. Maracanazo virou gorjeta! A bola da seleção de Scolari é a que ilustra este post. Uma seleção taticamente dos primórdios do futebol.

O que fica é a alegria de o Brasil ter patrocinado a maior Copa da história! Não falo de governos, falo da nação Brasil, dos brasileiros que encantaram os povos visitantes. Somos vitoriosos pela capacidade de realizar a mais bela edição do maior evento esportivo do planeta. Sinto-me realizado! E que tenhamos novas Copas no Brasil para que possamos vencê-la dentro de nossa casa! Quem sabe em 2022 não possamos assumir o lugar do enrolado Catar? Sonho meu…

Anúncios

About Daniel Mello

Coordenador Comercial na Infoar - Mais Continental; Consultor em Marketing Direto e MKT de Relacionamento; Professor de Língua Portuguesa. Um profissional dedicado aos encantos da área comercial e aos mistérios da Comunicação Escrita e Produção de Textos! Um cara sempre em busca de aprendizado. E pronto para dividir expectativas, anseios e um pouquinho de conteúdo! ;)
Esta entrada foi publicada em Esportes e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s