Ação Jornal Metro de Porto Alegre: valorização da imagem e participação do leitor

Algumas campanhas merecem ser compartilhadas e divulgadas. E essa do Jornal Metro, de Porto Alegre, em sua edição do último dia 02 de outubro, é uma delas. No caso, a capa foi confeccionada apenas com os destaques em texto, acompanhados de espaços em cinza, como aquelas imagens que não carregam na web, inclusive com o símbolo de falha que aparece nestes casos. E gerou uma ideia de falha na impressão da página. Veja abaixo a capa em questão:

Capa Jornal Metro Porto Alegre 02.10.2012

Confesso que fiquei intrigado ao ver esta capa quando recebi a edição do jornaleiro em um semáforo de Porto Alegre. Naquele momento, sem poder folhear a publicação, imaginei que havia ocorrido alguma falha. E várias pessoas com quem falei no decorrer do dia pensaram da mesma forma. Mas essa primeira impressão foi desfeita quando iniciei a leitura, pois, em seguida, na página 3 da publicação (abaixo), aparece a explicação para tal “falha” na capa do periódico. Na verdade, tratou-se de uma ação que objetivava divulgar o Metro Photo Challenge. Nada mais é do que um concurso em parceria com a Colourbox, patrocinado pela Nikon. O concurso visa o engajamento de leitores, de modo que enviem imagens para serem utilizadas pelo jornal. Além da possibilidade de ter sua foto publicada, o leitor participante concorre a diversos prêmios, inclusive ganhar uma viagem à Groelândia para participar de uma expedição fotográfica. E, de fato, na edição seguinte (03/10/2012) um leitor já teve sua foto publicada.

Ademais, o anúncio da campanha deu destaque para a diferença na leitura das notícias quando as mesmas não estão acompanhadas de imagens. E chamou a atenção para isso através das frases utilizadas. São elas, em sequência fiel à página 3: “O mundo sem fotos não tem graça!” e “ Viu como é mais difícil ler as notícias do Jornal Metro sem imagens?”.

Não sei qual a origem dessa ideia, se partiu de alguma agência ou de um trabalho interno da equipe do jornal. Mas, apesar de algumas críticas mais fundamentalistas, ortodoxas, de que a linha editorial, de redação foi preterida em nome do marketing e/ou comercial, não tenho dúvida de que este tipo de campanha é ousado e incomum. Pois quem tem coragem de “depreciar” (na visão ortodoxa) ou arriscar (na visão arrojada) justamente na principal página de sua publicação para promover algo? E aí que está o diferencial, que está o conceito que chamou a atenção de tantos leitores e gerou tanta surpresa. E, pelo visto, já gerou resultados!

Anúncios

About Daniel Mello

Coordenador Comercial na Infoar - Mais Continental; Consultor em Marketing Direto e MKT de Relacionamento; Professor de Língua Portuguesa. Um profissional dedicado aos encantos da área comercial e aos mistérios da Comunicação Escrita e Produção de Textos! Um cara sempre em busca de aprendizado. E pronto para dividir expectativas, anseios e um pouquinho de conteúdo! ;)
Esta entrada foi publicada em Marketing e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s