A Falência da Arbitragem no Futebol Brasileiro

Independentemente de onde aconteceram os erros, a 14ª rodada do Campeonato Brasileiro provou que a arbitragem brasileira está FALIDA! Erros se repetem e se acumulam rodada após rodada. Clubes prejudicados ontem se tornam beneficiados hoje e serão os mesmos clubes prejudicados amanhã! Porém, as reclamações ocorrem apenas quando são prejudicados. Não há união de clubes para exigir qualidade dos árbitros e mudança efetiva do quadro atual.

A partir dessa realidade, não há como pensar em transformar o Campeonato Brasileiro de Futebol em um certame de alta qualidade, equiparando-o aos melhores da Europa, se continuar esse nível deficiente de arbitragem. Há muito a se fazer para melhorar essa situação. A primeira seria profissionalizar o trabalho dos árbitros brasileiros, mesmo que essa premissa seja da FIFA. A CBF tem recursos para bancar essa ideia e os árbitros (mesmo que seja terceirizando esse vínculo ao sindicato dos árbitros ou para alguma cooperativa de árbitros que poderia ser criada) e, a partir disso, exigir capacidade técnica apurada dos mesmos. Premiações aos melhores, demissão aos piores!

Ainda, há de se repensar outros pontos, e até mesmo manter processos investigativos constantes sobre a vida dos árbitros, seja em aspectos psicológicos, emocionais e até financeiros. Dessa forma, a capacidade técnica dos mesmos seria preservada dentro dos mais variados aspectos que participam da formação de um árbitro. Além disso, há 3 fatores que contribuem decisivamente para tornar a arbitragem brasileira vergonhosa: 1) a péssima qualidade dos árbitros e das ‘escolas’ de formação (tal problema reduziria com a profissionalização e acompanhamento técnico); 2) a malandragem dos jogadores brasileiros, que se atiram em qualquer contato, aproveitando a deficiência dos árbitros em julgar os acontecimentos de campo. Tal erro gera paradas excessivas nos jogos, acaba com a velocidade das partidas e, ainda, cria a multiplicação de cartões; 3) a imprensa esportiva ‘especialista’ em arbitragem (com raríssimas exceções são realmente entendidos), visto que pressiona a arbitragem a aplicar cartão para qualquer lance minimamente mais ríspido.

Esses pontos elencados acima fazem com que os jogos do Campeonato Brasileiro sejam truncados, parando a todo o momento. Os jogos tornam-se enfadonhos e monótonos em função de que não há uma sequência de bola rolando e o ritmo não se mantém. Muito disso, acontece a partir de uma tese ridícula dos árbitros (inclusive confirmada por ex-árbitros), de que, antes de qualquer outra coisa, o árbitro deve ‘mostrar quem manda’, aplicando cartões já no início do jogo para controlar o restante da partida. O resultado da aplicação dessa tese é que qualquer segunda falta mais contundente de um jogador gera sua expulsão. E se isso não acontece, o árbitro torna-se incoerente, perde a noção de seus critérios e fica desacreditado perante os mesmos atletas que ele tentou controlar ‘mostrando quem manda’. E aí a coisa descamba!

Nos maiores campeonatos de futebol do mundo, como o Inglês, Espanhol e Alemão, erros também acontecem. Mas nesses certames, a influência da arbitragem no resultado final dos jogos é muito menor, em função de que a cultura imposta lá por todos os envolvidos direta e indiretamente na participação do campeonato não permite malandragem e nem pressões sobre a arbitragem. Assim, apenas o item 1) daqueles elencados acima é que ‘prejudica’ a avaliação da arbitragem naqueles campeonatos.

Portanto, utopicamente falando, não evoluiremos em termos de arbitragem no futebol brasileiro se não houver uma mudança cultural de árbitros, jogadores, imprensa e até dos dirigentes e torcedores dos clubes. Porém, se conseguíssemos profissionalizar a atuação dos árbitros, com preparação em diversas áreas do conhecimento, a figura já seria bastante diferente e os erros apresentariam uma diminuição considerável.

Anúncios

About Daniel Mello

Coordenador Comercial na Infoar - Mais Continental; Consultor em Marketing Direto e MKT de Relacionamento; Professor de Língua Portuguesa. Um profissional dedicado aos encantos da área comercial e aos mistérios da Comunicação Escrita e Produção de Textos! Um cara sempre em busca de aprendizado. E pronto para dividir expectativas, anseios e um pouquinho de conteúdo! ;)
Esta entrada foi publicada em Esportes e marcada com a tag , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s