O Valor do Silêncio

“estamos vivendo uma época em que…” Putz, se tem coisa que não gosto de fazer é começar um texto com frases como esta que está entre aspas. Porém, infelizmente, serei obrigado a usá-la (com pequenas adaptações). Atualmente, estamos passando por um momento em que a virtude do silêncio foi jogada no lixo. Com a facilidade da interação, seja por meios eletrônicos ou através de participações físicas, as pessoas têm um amplo manancial de possibilidades de mostrarem-se, de se apresentar e de expor suas ideias. Isso tudo seria ótimo se não fosse a fadiga que os excessos geram. Excessos de participações, excessos nas próprias opiniões e excessos de personalismos.

Sempre digo que tudo que é demais estraga. E é esse meu sentimento quando vejo alguns querendo aparecer mais do que o necessário. E estão dentro desse grupo desde simples “anônimos“ das redes sociais até importantes comunicadores. Cabe sempre lembrar que o processo de comunicação se dá pelo entendimento da mensagem passada, distribuída. Se não conseguiu fazer-se entender, não adianta repetir as mesmas coisas e pensar que o interlocutor que deve se “reciclar” para entender. Talvez, humildemente digo, seja você que deve repensar a maneira como está entregando sua mensagem aos próximos. Ainda, não é porque temos um grande volume de participação em fóruns e eventos “descolados” que estamos blindados e possuídos da sabedoria total. Há pessoas que se embriagam tanto com conteúdos e modelos, ditos de vanguarda, que se sentem legitimadas a afirmar qualquer insanidade como verdade universal. E, pior, querem impor tais “conceitos” aos demais, sem que haja questionamentos. “No way, Beavis!”

Obviamente, que, atualmente, a facilidade de se encontrar conteúdos (tanto bons quanto ruins) faz com que muitos se sintam entendidos e conhecedores máximos nos mais variados temas e assuntos. Antigamente, quando as pesquisas eram mais restritas e, por consequência, mais difíceis de executar, o aprofundamento nos temas era mais natural e gerava maior retorno intelectual. Não, não estou querendo voltar no tempo, mas que bom seria se as pessoas fossem mais a fundo em suas fontes atuais, não apenas pinçando partes de um todo que não significam nada como partes. Servem apenas como um argumento frágil para posições frágeis e remotas.

E aí relembro de um detalhe que antes era muito valorizado e que se perdeu completamente hoje: o valor do silêncio! Com tantos canais de comunicação disponíveis as pessoas sentem-se obrigadas a participar, independentemente do conteúdo que apresentarão. Assim, hoje temos quantidade demais e qualidade de menos em nossos discursos. Há interlocutores que têm uma extrema necessidade de participar e carimbar tudo que passa por perto deles. E quando o negócio acontece demais, estraga, como já citado acima. Nesse caso, o estrago atinge a própria reputação da pessoa, pondo em dúvida suas concepções e conceitos até mesmo de trabalho. Profissionalmente, vejo muito isso acontecer em algumas funções, como vendas, atendimento, profissionais de comunicação em geral, entre outras que lidam diretamente com público.

Portanto, valorize também o silêncio! Trabalhe mais com a qualidade, crie o seu silêncio. Além de evitar uma certa fadiga em relação as suas participações, poderá ter mais tempo para ouvir os demais e aprender com os conceitos dos outros. Afinal de contas, temos dois ouvidos. 😉

Anúncios

About Daniel Mello

Coordenador Comercial na Infoar - Mais Continental; Consultor em Marketing Direto e MKT de Relacionamento; Professor de Língua Portuguesa. Um profissional dedicado aos encantos da área comercial e aos mistérios da Comunicação Escrita e Produção de Textos! Um cara sempre em busca de aprendizado. E pronto para dividir expectativas, anseios e um pouquinho de conteúdo! ;)
Esta entrada foi publicada em Marketing e marcada com a tag , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s