A Burocrática Cultura do Formato na Comunicação Escrita

Não há a menor dúvida de que em alguns ramos de atuação profissional e organizacional há uma paixão inseparável pela burocrática cultura do formato. Seja no serviço público, com seus memorandos, protocolos ou com suas requisições, ou até mesmo em empresas privadas. Se tais documentos não estiverem exatamente no formato TRADICIONAL nem são analisados. Mas ainda pior é saber que essa cultura de raciocínio curto ainda é muito solicitada e valorizada pelas bancas acadêmicas de nossas Universidades.

Obviamente que não venho pregar aqui a soltura da boiada em pleno centro de Porto Alegre! Não quero defender o fim de regras básicas para estruturar minimamente um texto, por exemplo. Porém, o que tenho visto em alguns TCC’s é que a primeira olhada acontece sempre em função do formato, das formas de tais trabalhos. Assim como em algumas empresas que nem avaliam uma comunicação se não estiver em forma de requerimento, memorando e “o raio que o parta” desse monte de conceitos ultrapassados.

Focando o centro dessa discussão em Trabalhos de Conclusão de Curso, o temível TCC, vejo que a preocupação com a forma e tão grande que se sobrepõe ao conteúdo! Pior, se não estiver estruturado exatamente como ORDENAM as regras, alguns professores nem partem para a leitura conceitual do trabalho. E isso é um absurdo! Não pode a prioridade atual ser sobre a forma em detrimento da mensagem, do texto e de suas observações sobre determinado tema! Isso para mim tem nome: empulhação! Ficam aterrorizando a questão da forma para evitar discussões conceituais sobre o conteúdo, sobre as análises que deveriam aprofundar o tema do trabalho em questão.

Em minha graduação na UFRGS tive o prazer de ser aluno do Professor Paulo Guedes (autor de “Da Redação Escolar ao Texto”, excelente livro que serve como base de minhas aulas de produção textual em meu curso Oficina de Criação de Textos). O Paulo sempre dizia que a forma era um detalhe e que a real importância deveria ser dada ao conteúdo do que se escreve. Corretíssimo, pois mesmo pensando assim, o Paulo sempre escreveu muito bem, inclusive estruturalmente. E é isso que de fato importa! A passagem da mensagem ela não depende de formas obrigatórias, rígidas. O mais importante, inicialmente, é motivar o desenvolvimento de bons conteúdos! E, ainda, tais normas muitas vezes podem até acabar com o ciclo de um raciocínio que nortearia a qualidade da mensagem do texto. Dessa forma, o autor deixa de priorizar a qualidade da informação a ser escrita para se apegar aos regramentos de normas absurdas que ficam contando até a quantidade de espaços em uma simples citação. Ou seja, a citação passa a ser vista como um incômodo por necessitar de “regras especiais de apresentação”, quando deveria ser analisada pelo viés da qualidade da mensagem que está passando, de modo a agregar maior legitimidade aos argumentos dispostos no trabalho. Assim, professores deixam de ser cobrados pela orientação conceitual em relação ao trabalho, pois viram o jogo em relação ao aluno ao cobrar questões burocráticas como as tais normas. E o aluno deixa de dar maior atenção à defesa de seu conteúdo, pois segue quem o orienta.

Portanto, essa paixão por normas e formas definitivamente acaba diminuindo a qualidade técnica dos trabalhos. A matéria torna-se secundária, a mensagem fica comprometida e o leitor recebe um texto tão estruturado, mas tão estruturado que pouco conteúdo possui. Não tenho dúvidas de que para alguns alunos isso basta e é suficiente para o momento! Porém, quem pensa em seu TCC de uma maneira mais ampla, como a primeira porta para ser REFERÊNCIA TÉCNICA em sua área de atuação, deve projetar esta etapa de um jeito bem mais estratégico. 😉

Anúncios

About Daniel Mello

Coordenador Comercial na Infoar - Mais Continental; Consultor em Marketing Direto e MKT de Relacionamento; Professor de Língua Portuguesa. Um profissional dedicado aos encantos da área comercial e aos mistérios da Comunicação Escrita e Produção de Textos! Um cara sempre em busca de aprendizado. E pronto para dividir expectativas, anseios e um pouquinho de conteúdo! ;)
Esta entrada foi publicada em Diversos e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s