A Pretensa Capacidade da Sabedoria Total e os Russos

Sim, sim! Ainda há profissionais, sejam empresários, empreendedores, ou executivos, que imaginam dominar todas as áreas de conhecimento que se entrelaçam ao seu cotidiano profissional. Desde a parte técnica, a qual realmente esta grande maioria manda muito bem, até áreas de publicidade, marketing, relacionamento com o cliente e comercial. Antes de seguir, é importante deixar claro que nada impede que um bom técnico em sua formação saiba transitar por algumas dessas outras áreas. Porém, afirmo que é praticamente impossível que domine capacidade competitiva em todas elas, solitariamente, como alguns imaginam.

A conclusão me aparece através de algumas experiências que tenho vivenciado nos últimos meses. Principalmente uma que versa sobre uma empresa de TI em que seu proprietário possui formação em outra área do conhecimento totalmente distante de formações tecnológicas – ciências humanas (o que também não é impeditivo para o sucesso desta empresa). Tal empresário investiu alguns milhões em sua empresa de software para desenvolver um abrangente e capacitado programa. Serviu-se de bons profissionais de TI, para tanto, e logrou êxito, pois já há alguns casos de sucesso quanto ao uso da tal ferramenta, disponibilizada para algumas empresas de seus relacionamentos.

Entretanto, no momento de abrir a porta da frente e sair com sua criatura para apresentá-la ao mercado, o cidadão proprietário ateve-se a ler, ler e ler. Consumiu literaturas sobre publicidade, marketing e vendas. Desenvolveu seu próprio plano de marketing, concebeu seus conceitos para os materiais de apoio (feito por designers da própria empresa – CLT) e pensou toda a ideia de atuação comercial. Ou seja, pensou em tudo, conforme ele.

Assim, o empreendedor encontra-se com todos os materiais de divulgação prontos, baseados no planejamento de marketing que ele mesmo desenvolveu. E aí fica a pergunta: e o mercado foi consultado para saber se o caminho é esse mesmo? Faço um paralelo entre esta situação e aquela história de um treinador da seleção brasileira de futebol, na preleção de uma partida contra a antiga URSS, falando ao seu time: “joguem pela esquerda, avancem em direção a área e faremos o gol.
Eles não têm como nos parar com essa jogada”. Aí, um de seus atletas, chamado Garrincha, pergunta ao nobre técnico: “chefe, o senhor combinou isso com os russos?” E é isso que falta a alguns empresários: combinar com os russos! E sabe por qual motivo? Porque sua concepção é carente de objetividade, ou seja, seus pensamentos não se descolam de sua própria estrutura empresarial, de seu próprio discurso de que seu produto é o melhor do mercado; não há um descolamento de seu próprio Eu. Enfim, não há uma visão de um ângulo superior do mercado em relação a sua proposta de negócio.

Sem esta visão resta basear sua própria metodologia de mercado em conversas entre amigos, relacionamentos, o que servirá apenas para entender uma fatia muito pequena desse universo. O que se impõe nesse momento é um planejamento global de marketing, que contemple visões sobre as mais diversas variáveis de mercado, em que se pense nos meios facilitadores para ativação da marca de sua empresa, de seu produto ou serviço. Sem uma pesquisa de mercado, por exemplo, estaremos apenas nos baseando em dados empíricos, sem fundamentação. Além disso, sem um plano comercial, estaremos colocando profissionais de venda nas ruas apenas com um objetivo: cumprir metas baseadas em retornar o investimento financeiro feito no produto o mais rápido possível. E continuamos sem combinar com os russos…

Portanto, pensar a estratégia de negócio como um todo de maneira solitária é um caminho sem volta para o fracasso. Ainda mais se esta estratégia for desenvolvida totalmente após a confecção do produto/serviço! Procure apoio para áreas importantes e estratégicas de seu negócio. O dom da total sabedoria é quase inalcançável, e não há aperfeiçoamento de nossas limitações sem interação com bons profissionais de áreas importantes para seu empreendimento. Há casos em que apenas a experiência tem voz suficiente para nos conduzir. E experiência não se adquire apenas com leituras. Ah, sobre o empresário que desenvolveu todos os planos, objeto de motivação desse texto: está ainda tentando contratar um gerente comercial que se adapte a sua metodologia de mercado. E lá se vão 10 meses… E lá segue o empresário sem combinar nada com os russos.

Anúncios

About Daniel Mello

Coordenador Comercial na Infoar - Mais Continental; Consultor em Marketing Direto e MKT de Relacionamento; Professor de Língua Portuguesa. Um profissional dedicado aos encantos da área comercial e aos mistérios da Comunicação Escrita e Produção de Textos! Um cara sempre em busca de aprendizado. E pronto para dividir expectativas, anseios e um pouquinho de conteúdo! ;)
Esta entrada foi publicada em Marketing e marcada com a tag , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s